Etiqueta:

aparelhos recondicionados

O Back Market, a empresa líder no mercado de aparelhos eletrónicos recondicionados, quer tornar as empresas e os consumidores mais conscientes sobre as escolhas que fazem para se tornarem mais sustentáveis, até quando o tema é a tecnologia e o início de um negócio. Assim, apresentam alternativas mais sustentáveis e mais económicas pelas quais os empreendedores poderão optar ao escolherem os dispositivos necessários para começarem uma nova atividade.

Existem inúmeros aparelhos que são necessários adquirir quando se começa um novo negócio, seja este a nível individual ou já considerando uma equipa e possível espaço de escritório para a integrar.

Para os profissionais, seja o trabalho em freelance ou com o objetivo de formar uma equipa, existem desafios constantes e alguns ainda mais expressivos no início da atividade, no entanto, os gastos em tecnologia – e o impacto que da sua compra no ambiente – não têm de ser um deles. O Back Market disponibiliza dispositivos como computadores, telemóveis, impressoras, ratos, auscultadores, ecrãs ou teclados com valores que são até 70% inferiores quando comparados com os aparelhos novos.

Veja-se que, por exemplo, que a produção de um único iPhone utiliza 44 kg de CO2 em matéria-prima e produz mais 70 kg do mesmo composto químico. Estes valores ajudam-nos a compreender como o impacto do digital nas emissões globais de CO2, neste momento, se concentra nos 4%, sendo que metade deste valor está associado à produção de aparelhos digitais. Na outra ponta do processo está o lixo eletrónico, uma vez que as pessoas descartam frequentemente os seus produtos para arranjar “espaço” para os mais recentes e, os números de 2019, apontam para 53,6 milhões de toneladas de lixo eletrónico produzidas anualmente em todo o mundo – número que aumentou 21% em 5 anos e continua a aumentar a uma taxa de 3% todos os anos.

As escolhas dos empreendedores não precisam de contribuir para estes números, podendo até ajudar a combatê-los numa altura em que a aplicação de gastos tem de ser delicadamente gerida.

O Back Market está em Portugal desde março de 2021 e o seu foco é a apresentação dos produtos recondicionados como mais do que uma opção, a escolha certa para a compra de tecnologia.

subscrever newsletter

114 visualizações

Com o Natal à porta, a Swappie, marketplace líder europeu de compra e venda de iPhones recondicionados, que tem como missão contribuir para a adoção  de hábitos de compra cada vez mais sustentáveis e económicos, apela a uma troca de presentes  mais responsável e consciente. Assim, o marketplace quer demonstrar que é possível comprar  e oferecer um novo telemóvel e de qualidade, ao mesmo tempo que se contribui para a  minimização de um dos principais problemas ambientais – o lixo eletrónico.  

Neste sentido, até dia 25 de dezembro, a Swappie sugere equipamentos tecnológicos  recondicionados com até 50% de desconto como alternativas de compras de Natal mais económicas e ecológicas. 

Este Natal, queremos apelar a uma troca de presentes mais verde, dando a todos os  portugueses a possibilidade de dar uma segunda vida aos seus iPhones antigos e apostar num  novo aparelho tecnológico recondicionado de qualidade. Mas mais do que isso, queremos  ajudar a mudar mentalidades e a contribuir para um mundo mais sustentável, daí incentivarmos  à compra de presentes de Natal que podem ter descontos até 50%. Achamos que o Natal é a  oportunidade perfeita para todos os que estiverem a pensar oferecer ou até mesmo comprar um novo dispositivo, trocar também os seus hábitos de compra e escolher produtos mais sustentáveis”, explica Luísa Vasconcelos e Sousa, Country Manager da Swappie em Portugal.  

A Swappie vai estar com promoções em diversos modelos, dependendo da sua capacidade e do  seu estado, tais como iPhone 12 Pro, a partir de 749€, iPhone 11 Pro Max, a partir de 599€,  iPhone 11 Pro, a partir de 499€, iPhone XS, a partir 339€, iPhone XR, a partir de 319€, iPhone X,  a partir de 329€ e o iPhone 8, a partir de 189€. 

De origem finlandesa, a Swappie é um marketplace de compra e venda de iPhones  recondicionados que tem como missão contribuir para a adoção de hábitos de compra cada vez  mais sustentáveis e económicos, reduzindo o impacto ambiental.

subscrever newsletter

47 visualizações

Nesta Black Friday, o Back Market, a plataforma líder mundial no mercado de tecnologia renovada, apresenta os aparelhos  recondicionados como uma opção mais sustentável na aquisição de produtos  tecnológicos. 

O Back Market tem como objetivo tornar a tecnologia recondicionada a primeira escolha  para compras de dispositivos eletrónicos mostrando que, não só estes são mais económicos como também mais sustentáveis ao integrarem um modelo de economia circular. Prova de tal é que estes produtos apresentam valores até 70% mais baixos do  que o mesmo aparelho quando comprado novo.  

Ao optar pela compra de um telemóvel recondicionado podem ser evitadas emissões de  cerca de 114Kg de CO2: 44Kg deste composto químico em matéria-prima mais 70Kg  em produção. Na outra ponta do processo está o descarte de tecnologia e estima-se que, este ano, a quantidade mundial de resíduos de equipamento eletrónico e elétrico (REEE) chegará a um total de 57,4 milhões de toneladas – superior ao peso da Grande  Muralha da China, o “objeto” de criação humana, mais pesado do mundo. Além disso,  o impacto do digital nas emissões globais de CO2, atualmente, concentra-se nos 4%,  sendo que metade deste valor está associado à produção de aparelhos digitais. 

A Black Friday é uma oportunidade para a aquisição de produtos tecnológicos com  descontos acima dos praticados em qualquer outra altura do ano, mas a opção ao  escolher um novo telemóvel, computador, consola ou até secador ou outro pequeno  eletrodoméstico pode ser mais sustentável se a escolha recair sobre os produtos  recondicionados. Desta forma, o consumidor estará, não só a optar por um produto mais  barato, sem comprometer a qualidade, como também a contribuir para a inversão dos  atuais valores do impacto da tecnologia no ambiente”, declara Thibaud Hug de Larauze,  Co-founder e CEO do Back Market.

O Back Market está em Portugal desde março de 2021 e o seu foco é a apresentação  dos produtos recondicionados como mais do que uma opção, a escolha certa para a  compra de tecnologia. Têm já mais de cinco milhões de clientes a nível global e 1.500  recondicionadores na plataforma, garantindo oferta suficiente para corresponder à procura dos consumidores.  

subscrever newsletter

62 visualizações