Etiqueta:

Banco BPI

line no background news

O BPI e a Fundação ”la Caixa” venceram, pelo segundo ano consecutivo, o Prémio Nacional de Sustentabilidade (PNS), na área de sustentabilidade social e na categoria “Igualdade e Diversidade”. Esta iniciativa, promovida pelo Jornal de Negócios, com a Deloitte como Knowledge Partner, conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República e o apoio do Ministério do Ambiente e Transição Energética.

O PNS visa reconhecer os melhores projetos em Portugal nas diversas áreas da sustentabilidade, nomeadamente pelo seu contributo para as metas dos ODS das Nações Unidas. No caso da iniciativa conjunta do BPI e da Fundação ”la Caixa”, o Júri reconheceu o contributo dos Prémios para o desenvolvimento e fortalecimento social e promoção da igualdade de oportunidades, num período de turbulência social, provocado pela pandemia da covid-19, nomeadamente através do apoio às instituições do terceiro sector.

Os Prémios BPI Fundação ”la Caixa” destinam-se a apoiar projetos que promovam a melhoria da qualidade de vida, a inclusão social e a igualdade de oportunidades de pessoas em situação de vulnerabilidade. A iniciativa tem um impacto positivo nas metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) das Nações Unidas, nomeadamente em matéria de erradicação da pobreza, de promoção de saúde de qualidade, do trabalho digno e crescimento económico, e da redução das desigualdades.

Prémios entregaram quase 23 milhões de euros para melhorar a vida de mais de 175 mil pessoas

Em 33 edições, os Prémios BPI Fundação ”la Caixa” beneficiaram diretamente mais de 175 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social, apoiando 781 projetos implementados por instituições privadas sem fins lucrativos, com cerca de 22.8 milhões de euros. Este ano, já estão a decorrer as candidaturas para os quatro Prémios: Capacitar, Solidário, Seniores e Infância. Foi feito um reforço de dotação de 600 mil euros, alcançando um valor global de 4,6 milhões de euros.

Entre os grupos vulneráveis que beneficiam dos projetos apresentados pelas entidades sociais encontram-se crianças em situação de pobreza, jovens institucionalizados, famílias monoparentais, mulheres em situação de exploração e/ou vítimas de violência doméstica, imigrantes e refugiados, idosos vulneráveis, pessoas em situação de sem abrigo, pessoas com doenças avançadas, com deficiência ou incapacidade permanente, entre outros.

subscrever newsletter

16 visualizações

O compromisso da melhoria contínua do desempenho ambiental do BPI foi reconhecido  pela certificação do Sistema de Gestão Ambiental (SGA) atribuída pela consultora  internacional Bureau Veritas à atividade bancária e de suporte no edifício da Casal Ribeiro,  em Lisboa. Este certificado comprova a efetiva implementação e conformidade do SGA com a Norma Internacional ISO 14001:2015. 

No âmbito da sua estratégia de sustentabilidade, o Banco BPI tem vindo desde 2018 a  implementar e a monitorizar planos de ação com objetivos ambientais.  

Miguel Carvalho Guerra, responsável pela Direção de Compras, Gestão de Instalações e  Logística do Banco BPI, refere que a implementação do SGA “foi um  importante passo na forma como avaliámos os impactos ambientais causados pela  operação da atividade bancária e os progressos alcançados, nomeadamente o consumo  de 100% da energia elétrica no continente a partir de fontes renováveis, a redução significativa do consumo de papel, água e energia através da monitorização e gestão  centralizada de zonas de ineficiência. De destacar também, a melhoria da gestão de resíduos e uma mobilidade mais sustentável, e a nossa contribuição efetiva para a  neutralidade carbónica de Portugal já em 2021.”

Com a implementação dos Princípios de Gestão Ambiental definidos, o BPI formaliza o  seu compromisso com a gestão ambiental contribuindo para o desenvolvimento  sustentável do negócio. 

O envolvimento de toda a cadeia de valor é um aspeto chave ao nível da estratégia de  melhoria da gestão ambiental do BPI, pretendendo que as tomadas de decisão de compra  favoreçam a aquisição de produtos ou serviços de baixo carbono. O BPI está igualmente comprometido com o desenvolvimento de produtos e serviços financeiros que incluam cada vez mais critérios ambientais, bem como a análise do risco ambiental inerente às  operações de crédito, especialmente para empresas que operam em setores  potencialmente poluentes. 

O BPI compromete-se com a gestão de um SGA como um processo de melhoria contínua através da monitorização constante de indicadores de desempenho e na aplicação das melhores técnicas disponíveis para tornar os processos operacionais mais ecoeficientes. Pretende também desenvolver ainda mais a sua interação na cadeia de valor, e contribuir assim, para comportamentos ambientalmente mais sustentáveis ao nível dos seus Colaboradores, Clientes, Fornecedores e Parceiros de Negócio. 

O BPI pretende estender o SGA e sua certificação a outras instalações já no próximo ano, tendo como ambição ser uma das referências no setor bancário em termos de reporte, diferenciação de produtos e serviços e de inovação em práticas ambientais e sustentáveis.

subscrever newsletter

46 visualizações