Etiqueta:

Corkeen

O balanço de carbono do sistema Corkeen, solução revolucionária de superfícies amortecedoras de impacto para espaços de jogo, lazer e recreio é de -102kg CO2 eq/m2. Isto significa que o sistema Corkeen promove um sequestro de carbono no montado que é superior às emissões de CO2 que resultam da sua produção.

O estudo de Pegada Ambiental conduzido pela EY, segundo uma perspetiva de Ciclo de Vida, que considera também o sequestro da floresta do montado, baseou-se na abordagem cradle-to-gate, contemplando os impactos ambientais de todas as atividades, desde a extração da matéria-prima, passando pela produção de todos os componentes até à porta da fábrica, e incluiu ainda as fases de expedição e de instalação. Isto tendo presente que o sistema Corkeen, concebido pela Amorim Cork Composites, Unidade de Aglomerados Compósitos da Corticeira Amorim, é instalado in situ como um sistema de duas camadas (uma primeira camada na base para absorção de impacto e uma camada superior à prova de desgaste).

Produzido com cortiça, uma matéria-prima 100% natural, reciclável e renovável, o inovador piso Corkeen alia credenciais de segurança, acessibilidade e sustentabilidade, combinando os conceitos Comunidade, Natureza e Planeta. Desenvolvido de acordo com os princípios da economia circular, o sistema Corkeen tem na sua composição desperdícios resultantes da indústria da cortiça. Além disso, a energia utilizada para a sua produção provém sobretudo do uso de biomassa (pó de cortiça).

O facto de ser instalado in situ como sistema de duas camadas permite preservar os seus atributos únicos e, mesmo após anos de utilização, a superfície Corkeen possui uma excelente capacidade de drenagem, consegue baixar a temperatura da superfície em mais de 20% quando comparado com outras soluções sintéticas, e oferece um desempenho técnico de última geração, em concordância com rigorosas normas de segurança (EN1176 e EN1177).

À prova de intempéries, de fácil manutenção, imputrescível e ignífugo, o sistema Corkeen reduz igualmente a propagação de microplásticos. Na verdade, a cortiça usada na sua composição é completamente livre de contaminação de todos os tipos de produtos químicos, nomeadamente os metais pesados, EDC, COVs, formaldeídos ou HAPs.

Cumulativamente, e sempre beneficiando das singularidades ímpares dessa matéria-prima irreplicável, «o sistema Corkeen – como afirma António Rios de Amorim – é ecológico. Contribuindo dessa forma para a diminuição das emissões de CO2 na atmosfera e promovendo um Planeta mais verde, saudável e sustentável». O presidente e CEO da Corticeira Amorim sublinha ainda que «que estes estudos de Pegada Ambiental revelam o esforço contínuo da Corticeira Amorim em aprofundar o enorme contributo do montado, e de toda a fileira da cortiça, através de apurada, validada e ratificada investigação sobre a matéria, na resposta às alterações climáticas».

A metodologia dos estudos da EY teve por base as normas ISO 14040/44, complementadas com as diretrizes do International Reference Life Cycle Data System (ILCD). Os dados associados à produção foram fornecidos pela Amorim Cork Composites, ao passo que os processos gerais de produção associados à produção das matérias-primas, energia, transporte e gestão de resíduos foram obtidos na base de dados ecoinvent 3.5.

subscrever newsletter

20 visualizações