Etiqueta:

Cosbe

O João e a Silvana, contaram-nos um pouco sobre o seu projeto, a Cosbe, que aproveita as sobras das uvas após a vinificação para criar um champô sólido sustentável.

Como surgiu a ideia deste projeto e qual a origem do nome da marca? 

A ideia de criar este projeto surgiu durante a vindima de 2020. 

Depois da vinificação temos todas as sobras, as chamadas massas vínicas, que já há alguns anos que queríamos aproveitar, são subprodutos com propriedades valiosas nomeadamente na indústria cosmética. Como queríamos também diminuir a nossa pegada ecológica percebemos que era a oportunidade ideal, já éramos clientes e admiradores de várias marcas de champôs sólidos, é um produto tão simples como revolucionário pois conseguimos reduzir na quantidade de embalagens de plástico e criar formulações incríveis. Decidimos  etnão criar o nosso champô sólido, o primeiro produto COSBE, com um ingrediente muito especial e benéfico para o cabelo, o óleo de grainha de uva. 

O nome COSBE surgiu naturalmente, é fácil quando no início definimos que seria algo inventado para funcionar bem quer a nível nacional, quer a internacional. Começamos a a brincar com as palavras e juntamos o “COS” da palavra cosmética e “BE” de beauty, gostamos e assim ficou COSBE.

 

O vosso primeiro produto foi um champô sólido. Quais as vantagens da utilização de um champô sólido em vez de líquido? 

A primeira  grande vantagem que nos vem logo à cabeça é a de ser um produto muito mais ecológico, não precisamos de plástico, conseguimos ter a mesma formulação de um champô líquido, mas o facto de não ser adicionada tanta quantidade de água (que na verdade não precisamos pois temo-la no duche/banho) ajuda-nos a poupar também nesse recurso finito. A durabilidade e a praticidade também são vantagens que atraem, até na hora de viajar, pois como não é um líquido não precisam de o retirar da mala, é leve e ocupa pouco espaço.

Sendo o óleo da grainha de uva um dos elementos principais do vosso champô sólido, quais os seus benefícios? 

O champô Cosbe para além de partilhar todos estes benefícios, tem como ingrediente principal o óleo de uva, um óleo fino de rápida absorção que hidrata, mas sem pesar. Usufruímos também das propriedades terapêuticas deste ingrediente, é recomendado para quem sofre de problema de dermatite seborreica, e como é rico em vitamina E (um supero-oxidante) promove a circulação sanguínea o que influencia o crescimento dos fios.

 

No vosso website admitem ter um compromisso sério para com o planeta. Em que consiste, na prática? 

O nosso compromisso começa antes da criação do produto, com a utilização de subprodutos, fazendo economia circular e criando um champô sólido vegan, sem sulfatos, parabenos, sal ou silicones e plastic-free. Nos envios temos especial cuidado com a pegada de carbono, já é um produto que ocupa pouco espaço e leve permitindo economizar também nesse sentido. Para expedição usamos caixas de cartão com o tamanho adequado para cada encomenda para também não haver desperdício e é tudo selado com fita adesiva de papel, aproveitamos também outras embalagens de compras online nossas e outras cedidas por amigos.

No futuro pensam lançar novos produtos assentes no mesmo compromisso? 

Sim, queremos aumentar a nossa gama de produtos e criar um portfólio assente nesta preocupação quer ambiental quer com o que usamos como consumidores.

Estamos neste momento a trabalhar no próximo produto que iremos lançar em 2022, ainda a fazer muitos testes para chegarmos ao que realmente ambicionamos.

 

Quem pretende adquirir os produtos da Cosbe, onde pode fazê-lo? 

A COSBE inicialmente nasceu para o online mas a procura das lojas físicas começou por clientes e amigos que já nos conheciam pelos vinhos. Achamos que não fazia sentido não oferecer o nosso produto a lojas físicas até porque assim o cliente que queira ter a experiência física de compra pode fazê-lo. Está à venda no nosso site www.cosbeconcept.com, em Lisboa na More Than wine, em Évora na d’Evora for you, na Madeira na Acharola, em Aveiro na Alma de Alecrim, Ericeira na Wavegliders, e por aí. Também já começamos o processo de exportação, é algo que nos está intrínseco e cada vez que fazemos uma viagem não deixamos de apresentar este nosso produto. 

Quem quiser saber qual o ponto físico de venda mais próximo pode sempre contactar-nos por e-mail ou nas redes sociais.

João e Silvana

João nasceu em Alenquer, sempre mais ligado à terra através da sua paixão pela viticultura passada pelo seu pai. Depois de ter passado por vários projetos no Alentejo e na região de Lisboa, agora toma conta do negócio familiar, a Quinta do Lagar Novo, onde se encarrega desde a produção até à comercialização. 

Silvana nasceu em Monsanto, mudou-se para o Alentejo onde viveu 11 anos e por último passou a viver em Alenquer, vila pela qual se apaixonou por intermédio do João. Ligada desde sempre à área dos vinhos passou por inúmeros projetos e regiões, hoje na região de Lisboa.

Para além de partilharem a mesma paixão no setor vitivinícola têm agora em comum este novo projeto, de amor e sustentabilidade. É assim que o veem e é assim que o querem passar a todos.

subscrever newsletter

156 visualizações