Etiqueta:

João Nogueira da Silva

Desde que começámos a dar forma a este projeto, a Nespresso era uma marca que nos interessava conhecer mais a fundo. Foi das primeiras, em 2003, a lançar um programa de sustentabilidade, intitulado AAA Sustainable Quality™, em parceria com a Rainforest Alliance, que apoia produtores e os mobiliza para uma produção mais sustentável.

João Nogueira da Silva, diretor de marketing da Nespresso, acedeu a responder-nos a algumas questões, sobre as ações da marca, que vão desde o projeto já enumerado até às cápsulas em alumínio e as entregas verdes da marca, que levarão a uma redução anual de mais de 15  toneladas de C02. Não perca a oportunidade de conhecer e perceber a visão da Nespresso em relação à sustentabilidade.

 


João Nogueira da Silva,
Diretor de Marketing da Nespresso

Licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade Católica Portuguesa, MBA pela AESE/IESE.

Nascido em Lisboa, onde desenvolveu a sua atividade profissional na banca, marketing e consultoria. Na área de marketing destaca a experiência na Beiersdorf com as marcas NIVEA, e mais recentemente a responsabilidade pelo marketing Nespresso, em Portugal e em Itália.

 

A Nespresso afirma que a sustentabilidade é um imperativo de negócio e uma parte importante da estratégia da empresa. De que forma integram a sustentabilidade no desenvolvimento de novos produtos?

A sustentabilidade está presente em tudo o que fazemos na Nespresso, é o nosso maior compromisso. Trabalhamos no sentido de a integrar em toda a nossa atividade, desde a plantação do grão de café, à reciclagem e reutilização do alumínio das cápsulas usadas, passando por toda a nossa cadeia de produção. O nosso propósito é que cada chávena de café tenha um impacto positivo.

O nosso sistema foi pensado para reduzir o consumo de energia, diminuir a pegada de carbono e evitar o desperdício, garantindo sempre o melhor café Nespresso. Quando desenvolvemos novos blends, a produção é assente num programa de sustentabilidade. Para produzir um café de qualidade, cada semente é encarada como uma oportunidade de capacitar as comunidades e proteger o meio ambiente, através de práticas de cultivo sustentáveis.

As nossas cápsulas são feitas de alumínio, um material infinitamente reciclável para permitir que o seu ciclo não se esgote numa única vez. Recentemente introduzimos cápsulas feitas com 80% de alumínio reciclado. Estamos constantemente a desafiar-nos a melhorar a sustentabilidade e a circularidade das nossas operações, incluindo a forma como adquirimos, usamos e reciclamos os materiais. Usar alumínio reciclado nas nossas cápsulas é algo que temos trabalhado arduamente para conseguir alcançar com os nossos fornecedores. Quando esta nova liga for totalmente implementada em todas as linhas Nespresso estimamos conseguir reduzir perto 28,5 toneladas de CO2 na pegada de carbono da Nespresso. Além de que o alumínio reciclado requer 95% menos energia para produzir do que o alumínio virgem. O nosso objetivo é este, trabalhar para sermos cada vez mais sustentáveis e deixar uma pegada positiva, no que diz respeito à sustentabilidade.

 

A introdução de cápsulas feitas de 80% de alumínio reciclado e as entregas verdes em Lisboa são exemplos do nosso compromisso com a sustentabilidade

 

A produção de café envolve as comunidades locais dos países produtores. Que ações desenvolvem junto destas comunidades de forma a contribuir para a erradicação da pobreza?

A Nespresso trabalha diretamente com cerca de 110 mil agricultores. No terreno estão diariamente 400 pessoas da marca a ensinar a cultivar, recolher e cuidar os grãos de café. Há um cuidado muito grande da nossa parte em garantir que estes agricultores têm todas as ferramentas e o conhecimento para que possam produzir o melhor café, da forma mais sustentável.

É através do Programa Nespresso AAA, desenvolvido em parceria com a Rainforest Alliance e Fairtrade, que conseguimos garantir uma maior proximidade e apoio aos agricultores. São vários os exemplos que podemos dar e que acreditamos fazem a diferença no final do dia, na vida destas pessoas. Pagamos o café por um valor acima do mercado e o facto de fazerem parte do programa AAA, garante-lhes maior quantidade e qualidade do café, originando também uma maior receita. Neste programa, estamos a trabalhar para garantir que uma maior proporção dos nossos cafés é certificada pelo nosso parceiro Fairtrade, reduzindo o risco do mercado e da imprevisibilidade da moeda de forma a proteger as comunidades agrícolas.

Na Colômbia criámos um fundo de pensões para os agricultores, em parceria com o governo local, de forma a conseguir dar-lhes uma maior segurança para o futuro. São mais de 11000 agricultores a participar neste plano de reforma que lhes garante que quando deixarem de trabalhar têm forma de se sustentar. Mais recentemente, promovemos parcerias com comunidades locais em países como Porto Rico, onde os desastres naturais destruíram mais de 80% da colheita de café; ou nas regiões de Caquetá e El Rosaria, na Colômbia, onde décadas de conflito interno criaram condições voláteis e tremendas restrições para os agricultores locais; ou no Zimbabué, onde a seca e a instabilidade económica praticamente exterminaram a indústria de café. Implementando as técnicas e os conhecimentos dos nossos embaixadores do Programa AAA para a Qualidade Sustentável™, estamos a assistir ao ressurgimento da vida natural nessas terras, e à recuperação da esperança entre os seus povos. Há muito por fazer e nós queremos contribuir para continuar a melhorar a vida destas pessoas.

 

 

Cada vez mais precisamos de garantir a utilização sensata de matérias-primas, desde a redução do desperdício à reciclagem no final do ciclo de vida do produto. Que iniciativas desenvolvem neste sentido?

O alumínio é infinitamente reciclável, o que significa que as cápsulas de café Nespresso começam como novos produtos e transformam-se, também, numa nova matéria prima para produtos de alumínio uma vez reciclados. Além disso, o alumínio utiliza até 95% menos energia do que a produção de metais primários e mantém as suas propriedades inerentes, independentemente do número de vezes que é reciclado. Estes são alguns dos fatores decisivos para a escolha deste material: garantir que não se esgota a sua utilização em cada chávena de café.

Por outro lado, com o sistema de consumo preciso da Nespresso garantimos a utilização da quantidade exata de água, café e energia necessários para preparar uma chávena de café sem desperdício de recursos.

A introdução de cápsulas feitas de 80% de alumínio reciclado e as entregas verdes em Lisboa são exemplos do nosso compromisso com a sustentabilidade. Lisboa foi a cidade escolhida para dar arranque às novas entregas sustentáveis e o nosso objetivo é alargá-lo a todo o território nacional. A utilização destes veículos vai permitir uma poupança anual de CO2 de mais de 15 toneladas por ano, face à versão com motorização a diesel. Estes veículos elétricos não emitem partículas e NOx durante a sua utilização.

 

Até 2022, a Nespresso terá todos os seus cafés neutros em carbono

 

A Nespresso criou o Programa AAA Sustainable Quality™ juntamente com a Rainforest Alliance, criando a primeira norma que uniu os princípios de qualidade com sustentabilidade. Em que consiste este programa e quais os principais resultados conquistados desde então?

O Programa AAA Sustainable Quality™ da Nespresso foi desenvolvido em parceria a Rainforest Alliance e lançado em 2003. Com este programa apoiamos mais de 110 mil agricultores para que plantem o café da mais elevada qualidade. O programa tem uma abordagem dinâmica e em constante evolução que integra um pensamento emergente em qualidade, produtividade e sustentabilidade, tendo sempre em consideração os parâmetros sociais, ambientais e económicos. Os impactos são claros. Dados do CRECE na Colômbia, por exemplo, mostram um impacto positivo para os produtores AAA Sustainable Quality™ da Nespresso em comparação com produtores semelhantes que não fazem parte do programa.  

Produzimos assim um café da mais alta qualidade, fornecido por produtores certificados.  95% do café Nespresso é fornecido por produtores certificados pelo Programa AAA Sustainable Quality e mais de 55% é proveniente de produtores certificados pela Rainforest Alliance.

O Programa AAA combina a expertise da Nespresso em café e qualidade com a sabedoria da Rainforest Alliance no que respeita à sustentabilidade socio-ambiental.

Os dados falam por si:

  • Mais de 110.000 produtores envolvidos em 14 países
  • Formação e assistência técnica através de uma rede de 400 agrónomos
  • 296 indicadores de sustentabilidade
  • 95% do café vem do Programa AAA da Nespresso (final de 2019)
  • 55% de café AAA têm agora a certificação da Rainforest Alliance.
  • 17 anos do Programa AAA da Nespresso.

 

Existe algum sabor na Nespresso que seja considerado o “embaixador” desta causa? Se sim, qual e em que se diferencia.

O nosso café é o grande embaixador da nossa causa sem distinção entre si. Trabalhamos com este foco e com este compromisso. Produzir o melhor café da forma mais sustentável possível.

 

Em 2014 nasce o “The Positive Cup”. Em que consiste esta iniciativa?

Na Nespresso acreditamos que cada chávena de café pode não só proporcionar um momento de prazer mas também restaurar, reabastecer e revitalizar as comunidades e recursos ambientais envolvidos na produção de café.  Como empresa, a sustentabilidade é a nossa forma de trabalhar e está no centro de tudo o que fazemos. Através da nossa estratégia de sustentabilidade –  The Positive Cup –  estamos comprometidos a alcançar o objetivo proposto, até 2020, de tornar cada chávena de café Nespresso numa chávena positiva. Para alcançar este objetivo a Nespresso compromete-se a alcançar ambiciosas metas: café proveniente de origem 100% sustentável; 100% de alumínio gerido de forma sustentável; e 100% de operações eficientes na emissão de carbono.

Mais recentemente, anunciámos um enorme compromisso no que toca à pegada de carbono: até 2022, a Nespresso terá todos os seus cafés neutros em carbono. Era um compromisso que tínhamos pensado fazer em 10 anos, mas a rapidez na resposta que este tema exige, desafiou-nos a acelerar os nossos processos e o nosso compromisso.

 

Desde o início, em 2010, já conseguimos entregar o equivalente a 12 milhões de refeições às famílias apoiadas pelo Banco Alimentar

 

As capsulas Nespresso são feitas de alumínio. Qual a política de reciclagem da Nespresso em relação às cápsulas? Sendo o alumínio considerado um material infinitamente reciclável, quais as possíveis reutilizações depois de feita a reciclagem?

Na Nespresso defendemos que a última gota de café não significa uma última utilização do alumínio. O Alumínio é infinitamente reciclável. Cada cápsula que recicla pode ser transformada em objetos do dia-a-dia – outra cápsula, bicicletas, canivetes Suíços, descascadores, escadotes, caixilharia de janelas ou caixas de relógios.

O nosso objetivo é que todos reciclem, é por isso que trabalhamos. Infelizmente essa ainda não é a realidade. Mas queremos acreditar que um dia será. Atualmente a taxa global de reciclagem de cápsulas da Nespresso é de 30% a nível global, atingindo um ano antes as metas definidas para 2020. Em Portugal, a taxa foi de 23% no último ano, um número que muito nos orgulha.

Para tornar o processo ainda mais simples e conveniente para os consumidores, acabámos agora de substituir o saco de separação de cápsulas por um novo, feito de material 70% reciclado. O desafio está lançado: aumentar a taxa de reciclagem e mostrar o quão importante é.

 

Ao nível de responsabilidade social corporativa a Nespresso implementou em Portugal o projeto ‘Reciclar é Alimentar’, um projeto de economia circular que ofereceu 12 milhões de refeições a famílias e instituições. Quais os próximos passos deste projeto?

Produzir o melhor café, chávena após chávena, traz-nos um sentido de responsabilidade. Para com os nossos consumidores, e, naturalmente, também para com o mundo em que vivemos. O projeto “Reciclar é Alimentar” é um exemplo do nosso compromisso para com o ambiente mas também um compromisso social. O que fazemos é reciclar borra de café de cápsulas Nespresso utilizadas e integramo-las num composto que é utilizado para adubar campos de arroz na Herdade Monte das Figueiras, em Santa Margarida do Sado. O arroz produzido é depois comprado pela Nespresso e doado ao Banco Alimentar, que o faz chegar às 2.400 instituições com quem colabora. O objetivo deste projeto é dar uma nova vida às cápsulas Nespresso e contribuir para o crescimento da economia circular.

Desde o início, em 2010, já conseguimos entregar o equivalente a 12 milhões de refeições às famílias apoiadas pelo Banco Alimentar, num total de mais de 600 toneladas de arroz entregues a famílias portuguesas.

Pretendemos contribuir para o crescimento da economia circular. Sendo a borra do café um produto  com propriedades ricas em nutrientes e o alumínio, um material infinitamente reciclável, estamos a garantir que as suas vidas úteis não acabam numa chávena de café. No caso do alumínio, é transformado em novos objetos, como canetas, máquinas fotográficas, canivetes ou até bicicletas. Ao mesmo tempo que oferecemos um café da mais alta qualidade, contribuímos para menos desperdício e mais sustentabilidade.

Descubra todas as informações sobre a área de sustentabilidade da Nespresso em www.nespresso.com 

51 visualizações
Scroll Up