Etiqueta:

phenix

line no background news

A Phenix, uma das marcas no combate ao desperdício na Europa, anuncia que atingiu recentemente a meta dos 20 milhões de refeições salvas em Portugal. A startup iniciou operações no país em 2016, com um programa de doações de excedentes de vários grupos da grande distribuição e comercialização alimentar a IPSSs, tendo reforçado a sua atividade em 2019, com o lançamento de uma aplicação anti-desperdício, englobando também o comércio local nas suas operações.

Através do seu programa de conversão de excedentes de grandes superfícies comerciais em doações a instituições particulares de solidariedade social, foram outorgadas 9 500 toneladas de produtos alimentares a famílias carenciadas, 1 750 toneladas de produtos não alimentares, e mais de 911 toneladas de produtos de alimentação animal. No total, evitou-se que 24 mil toneladas de dióxido de carbono fossem emitidas para a atmosfera, o que equivale, segundo a Carbon Calculator da Carbon Footprint, a 218 000 viagens de ida e volta de Lisboa até ao Porto, num carro a gasolina com uma média de emissões de 171g/km de CO2. Este é um programa que já conta com mais de 1 000 instituições associadas

Na sua aplicação anti-desperdício, onde o excedente das lojas parceiras é escoado para o consumidor final através da venda de cabazes com descontos na ordem dos 60% a 70%, a comunidade de utilizadores já é constituída por mais de 210 000 pessoas e já conta com mais de 1 200 estabelecimentos aderentes. Com a economia circular proporcionada pelos seus serviços, através da recuperação de produtos alimentares e não alimentares, foram devolvidos milhões de euros às empresas parceiras da Phenix.

Para 2022, a Phenix pretende lançar novos produtos e soluções tecnológicas, que tem vindo a desenvolver ao longo do último ano, e que poderão ser adquiridos pelos clientes em pacote ou em separado, para gerir um produto alimentar em todos os momentos do seu ciclo de vida. O objetivo será o de otimizar o processo de tomada de decisão, por parte das empresas, tornando-o mais eficiente, nomeadamente em termos de gestão de stocks e de datas de validade, venda em aplicação e escoamento de produtos para doações. A Phenix pretende, assim, tornar 2022 o ano da aceleração tecnológica no combate ao desperdício, estimando duplicar o valor atual de refeições salvas e atingir a meta dos 40 milhões, já no final deste ano.

subscrever newsletter

106 visualizações

line no background news

A Phenix, marca de referência no combate ao desperdício na Europa, continua a reforçar a presença em Portugal com a chegada da sua app anti-desperdício a Viseu. A partir de hoje, já é possível adquirir cabazes de produtos alimentares a preços reduzidos, com descontos entre 60% e 70% sobre o preço original, em mais de 20 estabelecimentos comerciais da cidade.

Várias são as opções para salvar alimentos de serem desperdiçados. Na lista de parceiros locais destacam-se os supermercados, como o Minipreço em Repeses, em Viso e em Travassos, onde é possível encontrar cabazes com diversos produtos frescos, como iogurtes, charcutaria, frutas e legumes, ou até com massas e cereais. Um cabaz destes produtos, com um preço inicial de 15€, é vendido na aplicação por 5€, após o desconto aplicado. Outros parceiros de referência incluem restaurantes como o Daterra ou o Sushi Em Tua Casa, lojas de conveniência e mercearias a granel, como a Half.Arroba e a Granela, ou ainda coffee shops e pastelarias, como a Tik Toque.

Para assinalar a sua chegada à cidade, a Phenix oferece também um código de desconto adicional de 50%, válido para utilização em compras na app entre os dias 28 de março a 3 de abril, nos estabelecimentos comerciais parceiros em Viseu. Para terem acesso, basta que os utilizadores fiquem atentos às notificações da aplicação ou à newsletter da Phenix. 

A Phenix já marcava presença em Viseu desde junho de 2021 com o seu programa de conversão de excedentes, de grandes superfícies comerciais e cadeias de distribuição, em doações a IPSSs, escoando produtos dessas superfícies como forma de beneficiar muitas famílias carenciadas. Só na cidade, através deste programa, já foi evitado o desperdício de mais de 466 mil refeições e a emissão de 525 toneladas de dióxido de carbono para a atmosfera. Foram ainda doadas 233 toneladas de alimentos e 26 toneladas de produtos não alimentares.

A aplicação da Phenix estava, até aqui, disponível nas áreas da Grande Lisboa e Grande Porto, tendo chegado, no ano passado, também a Braga e Aveiro. A empresa começa o ano com a sua chegada a Viseu, que marca mais uma conquista relevante nos objetivos estratégicos de expansão definidos para 2022.

Presente em Portugal desde 2016, a Phenix já evitou o desperdício de mais de 21 milhões de refeições e mais de 1 750 toneladas de produtos não alimentares, evitando assim que fossem emitidas mais de 24 mil toneladas de CO2 para a atmosfera. Até ao final do ano, a empresa prevê continuar a multiplicar estes números, com a entrada em mais cidades portuguesas e reforçando a sua operação nos locais em que já está presente.

subscrever newsletter

78 visualizações

line no background news

Dia 22 de Março assinalou-se o Dia Mundial da Água, que tem por intuito relembrar-nos sobre a importância da conservação e da preservação deste bem tão essencial, que é a base da vida no nosso planeta. A água é um recurso cada vez mais escasso e é fundamental termos sempre em consideração a sua utilização consciente e sustentável, principalmente tendo em conta o panorama de seca intensa que vivemos nos dias de hoje.

A Phenix, uma das marcas líderes no combate ao desperdício na Europa, partilha algumas dicas úteis, em conjunto com a sua Chef Zero Desperdício, Beatriz Machado, para poupar água em casa:

  1. Aproveitar a água de aquecer o duche para utilizar na cozinha

A água que sai do chuveiro, enquanto aquece, pode ser recolhida para um recipiente grande com tampa, para impedir que entrem impurezas ou químicos do duche. Essa água pode depois ser aproveitada na cozinha, como por exemplo para cozer vegetais ou cereais, lavar a loiça, fazer chá ou café, fazer sopa, entre outros (é só deixar a imaginação fluir).

  1. Aproveitar a água de lavagem dos alimentos para regar as plantas

Colocar um recipiente por baixo dos vegetais no lava-loiça, quando estes estão a ser lavados, permite reaproveitar essa água para, por exemplo, regar as plantas, durante as horas com menos sol. Para além disso, é importante ter a torneira com um fluxo de água reduzido, ou então ter um recipiente com água onde se molham os vegetais para que possam ser escovados, poupando-se assim alguns litros de água.

  1. Lavar a loiça na máquina em vez de à mão

Se a loiça for lavada na máquina e o espaço for aproveitado para a lavagem do maior número de peças possível, a poupança de água pode ser significativa, em comparação com uma lavagem à mão com água corrente, ainda que com pouco fluxo. Quem não tiver máquina de lavar loiça, deve encher o lava-loiça com água suficiente para todas as peças. No final, basta enxaguar.

  1. Reinterpretar o conceito de “sujo” na cozinha

Muitas vezes, não é necessário lavar com água corrente, mas apenas passar um pano seco ou humedecido. Isto acontece, por exemplo, com a preparação e confeção de cogumelos, ou mesmo com a limpeza de alguns utensílios de cozinha.

  1. Utilizar apenas a água necessária para cozer alimentos

Na cozedura de alimentos, como por exemplo massa, ovos, legumes, entre outros, devemos utilizar apenas a água necessária para cobrir os mesmos, ao invés de encher a panela de água que depois terá de ser escorrida.

Poupar água e evitar o seu desperdício tornou-se ainda mais prioritário nos últimos tempos. E o melhor é que está ao alcance de todos fazê-lo de forma rápida e simples. Mais dicas sobre como fazer parte desta missão anti-desperdício estão disponíveis no Instagram e no Blogue da Phenix.

subscrever newsletter

28 visualizações

A Phenix, uma das marcas líderes no combate ao desperdício na Europa, foi distinguida pela Forward Fooding no ranking The FoodTech 500, que reconhece as 500 melhores empresas internacionais em expansão, na área da AgriFoodTech. Inspirada na Fortune 500, a lista tem por base critérios associados à utilização da tecnologia, foco na sustentabilidade e respeito pelos alimentos. 

O The FoodTech 500 utiliza uma metodologia exclusiva para classificar as empresas participantes, com base na dimensão do negócio, pegada digital e práticas de sustentabilidade. A edição de 2021 do ranking, agora divulgada, recebeu candidaturas de mais de 2550 empresas e distinguiu projetos oriundos de mais de 40 países.  

Frederico Venâncio, Diretor-Geral da Phenix em Portugal, refere que “É com muito orgulho que anunciamos a classificação da Phenix no The FoodTech 500, onde são distinguidas as 500 melhores empresas AgriFoodTech a nível global. É muito gratificante ver que o nosso trabalho diário e contínuo no combate ao desperdício alimentar se traduziu neste reconhecimento tão positivo. Esta é mais uma motivação para continuarmos a dar o nosso melhor na promoção de uma economia circular, e a fornecer aos nossos clientes, parceiros e utilizadores as ferramentas necessárias para que se associem a nós nesta missão, tendo sempre em vista um planeta mais sustentável e livre de desperdício”. 

A start-up iniciou as suas operações em Portugal há cinco anos com um programa de conversão de excedentes de grandes superfícies comerciais em doações a instituições particulares de solidariedade social. Em 2019, expandiu a sua atividade com o lançamento da Phenix app, uma aplicação anti-desperdício que permite que a comunidade adquira alimentos e refeições excedentes de estabelecimentos comerciais de todas as dimensões, por um preço reduzido. 

Desde 2016, a Phenix já salvou mais de 19 milhões de refeições, evitando que mais de 21 milhões de toneladas de CO2 fossem emitidas para a atmosfera. Em Portugal, a Phenix atua em todos os distritos do continente com o seu programa de conversão de excedentes em doações. A app anti-desperdício está disponível nas regiões da Grande Lisboa e Grande Porto, Braga e Aveiro, com planos para se expandir a outras cidades do país já no decorrer do primeiro trimestre de 2022.

subscrever newsletter

112 visualizações