Etiqueta:

REN

A REN – Redes Energéticas Nacionais, aderiu à Eurobar, uma iniciativa que junta alguns dos maiores operadores de transporte de energia europeus, e que pretende interligar os parques eólicos offshore da Europa de forma segura e eficiente. O objetivo é evoluir na uniformização de interfaces e tecnologias para essas interligações, permitindo facilitar o seu desenvolvimento e a redução do impacto ambiental.

Ao assinar o Memorando de Entendimento da Eurobar, a REN junta-se agora à 50Hertz (Alemanha), à Svenska Kraftnät (Suécia), à Amprion (Alemanha), à Red Eléctrica de España (Espanha), à RTE (França), à Statnett (Noruega) e à Terna (Itália).

A iniciativa Eurobar reflete o compromisso público comum efetuado pelos principais operadores de transporte de energia europeus para a integração sustentável e fiável da energia eólica produzida offshore. A energia eólica offshore desempenha um papel fundamental na luta da União Europeia pela neutralidade climática. A Comissão Europeia prevê que exista uma capacidade instalada de até 300 GW de energia eólica instalada até 2050, de forma a alcançar os objetivos traçados pelo Acordo de Paris.

A missão da Eurobar é desenvolver e implementar uma abordagem conjunta para sistemas de infraestruturas offshore, permitindo ligá-las ao sistema elétrico europeu. Além disso, pretende a uniformização da tecnologia e das interfaces dessas interligações, para que os futuros parques eólicos offshore estejam aptos a ligar-se à rede europeia assim que comecem a produzir.

A REN, enquanto operador de transporte de energia, tem um papel importante na transição energética e na responsabilidade global pela criação de um futuro sustentável, tanto social como ambientalmente. A adesão à iniciativa Eurobar, centrada na cooperação europeia para a ligação segura e eficiente de parques eólicos offshore, demonstra o compromisso da REN com os objetivos de atingir a neutralidade carbónica até 2040, de manter um desenvolvimento sustentável e combater as alterações climáticas, ao mesmo tempo que reforça a solidez financeira e o desempenho operacional de excelência da empresa.

subscrever newsletter

18 visualizações

A REN – Redes Energéticas Nacionais (REN) foi distinguida com o galardão “Gold Standard” pela Oil and Gas Methane Partnership (OGMP 2.0) no seu relatório anual de 2021, pelo compromisso e ação da empresa na redução das emissões de metano, um gás de efeito estufa muito poderoso e cujas emissões são a segunda maior causa do aquecimento global.

O galardão “Gold Standard”, atribuído este ano à REN (Gasodutos, Atlântico-Terminal de GNL e Armazenagem), premeia as empresas que apresentem um programa de implementação robusto para a quantificação e redução de emissões de metano, de forma a terem um nível 4/5 (numa escala de 5) em 2024, nos ativos por si operados.

A OGMP 2.0, encabeçada pela UNEP (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), em parceria com a Comissão Europeia, Governo do Reino Unido, Fundo de Defesa Ambiental e as principais empresas de Oil and Gas, tem como objetivo a redução das emissões de metano e apoia a implementação de um sistema de monitorização, relatório e verificação bem estruturado e adequado, para detetar e quantificar com maior precisão as emissões por parte dos operadores do setor. Os relatórios anuais desta iniciativa afiguram-se como o mais alto padrão de relatórios de metano, ao exigir que as empresas reportem as suas emissões de todas as fontes de ativos ao longo de toda a cadeia de valor.

Ao participar nesta iniciativa desde a sua fundação, a REN vê premiado o seu desempenho relativamente à integração das fontes de energia renováveis, demonstrando o seu compromisso com os objetivos de atingir a neutralidade carbónica até 2040, de manter um desenvolvimento sustentável e combater as alterações climáticas, ao mesmo tempo que reforça a solidez financeira e o desempenho operacional de excelência da empresa.

subscrever newsletter

25 visualizações