Etiqueta:

sátira

Protagonizado pelos icônicos Jennifer Lawrence e Leonardo DiCaprio, Don’t Look Up (Não Olhe Para Cima) aborda a maneira negativa como os meios de comunicação e política abordam e dão atenção às alterações climáticas. Em entrevista com o diretor Joe Wright, em um especial de diretores da Variety, o cineasta do título, Adam McKay, falou sobre a inspiração para o filme Don’t Look Up (Não Olhe Para Cima), um satírico longa-metragem de ficção científica, que apresenta uma série de discussões sobre as mudanças climáticas, como pontua o Celebrity Land. Veio de onde vêm muitas boas ideias, que é o terror absoluto. Isso vem crescendo há 10 ou 12 anos, onde a crise climática e tudo que aprendi sobre ela parecem ainda piores. Um amigo meu, David Sirota, fez uma piada sobre isso, que um cometa vai atingir a Terra, e não se preocupe. Mal sabia eu que uma pandemia uma vez a cada 200 anos se dirigia para nós,” revelou.  O foco do filme é, justamente, a tentativa de dois astrônomos, Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence) e Randall Mindy (Leonardo DiCaprio), em alertar a população sobre um cometa capaz de destruir a Terra. Para fechar o ano com estilo icônico e reflexão ácida, Adam McKay proporciona seu possível melhor trabalho na dramédia Don’t Look Up (Não Olhe Para Cima), filme original da Netflix que corre todos os riscos possíveis – e entrega tudo que o mundo precisa compreender sobre os danos destrutivos do negacionismo americano. Como as filmagens aconteceram em meio à pandemia de covid-19, o diretor comentou sobre como o longa-metragem conseguia espelhar a realidade, apesar de McKay sentir que se tratava de mais que uma crise de saúde. Ainda que cómico, a trama afiada ultrapassa os limites e se prova bem mais inteligente do que uma simples comédia política satírica, afinal, soa como um grito de desespero, um apelo angustiante para que possamos olhar mais atentamente para o que está acontecendo ao nosso redor. Adam McKay condena a humanidade a um fim irónico e questiona se estamos mesmo olhando com atenção. Nos últimos minutos de um ano sem grandes riscos e muita promessa, a Netflix entrega sua produção mais entusiasmada, divertida e deprimente.
70 visualizações