Tony’s Chocolonely – Chocolate Sem Escravos

por Ricardo Lopes
143 visualizações

A Tony’s Chocolonely nasceu pelas mãos de um jornalista holandês que, numa investigação, descobre que grande parte das marcas de chocolate existentes no mercado recorrem a trabalho infantil escravo, para a obtenção do cacau.

Tony tomou uma decisão.

 

Tony e a Decisão de Começar a Produzir Chocolate Justo

Tony criou uma marca de chocolates de comércio justo, feitos com cacau proveniente do Gana e da Costa do Marfim, produzido sem trabalho escravo e com uma curiosidade: as barras de chocolate são divididas de forma desigual, para demonstrar a desigualdade da indústria.

O objetivo da marca é chegar a um chocolate 100% livre de trabalho escravo, através de um roadmap com 3 pilares:

 

 

1 – Tony’s Creates Awareness (2005)

Melhor do que escrevermos, é apresentamos a ideia da marca:

Acreditamos ser importante que os produtores de cacau e as pessoas nas comunidades cacaueiras estejam cientes do que é e do que não é permitido. Então, eles entendem que é bom para as crianças ajudarem na fazenda depois da escola e aprender como o cacau é cultivado, mas sabem onde traçar os limites. É importante que percebam que certos tipos de trabalho, como levantamento de pesos, são prejudiciais para as crianças. Além disso, também é importante que as cooperativas assumam a responsabilidade pelo combate ao trabalho infantil ilegal.

Queremos que todos os fãs de chocolate estejam cientes da desigualdade na indústria do chocolate. Se os retalhistas e fãs de chocolate exigirem ativamente chocolate livre de escravos, é mais provável que as empresas de chocolate assumam a responsabilidade por fazer isso acontecer. Assim, os amigos do chocolate saberão o que está a acontecer e poderão juntar-se a nós, na nossa missão de mudar a indústria e torná-la 100% livre de escravos a norma no chocolate.

 

 

 

2 – Tony’s Leads by Example (20212)

 

Queremos que todos na nossa cadeia de valor fiquem felizes com o nosso chocolate, desde os fazendeiros as seus filhos e até aqueles que compram o chocolate. Nós lideramos pelo exemplo.

Mostramos ao mundo que o chocolate pode ser feito de maneira diferente e que é possível ter sucesso comercial sem o uso da escravidão ou da exploração moderna. Investimos em parcerias de longo prazo com cooperativas de cacau e ajudamos os agricultores a atuar de forma mais profissional. Pagamos aos produtores de cacau um preço mais alto e investimos em fornecer-lhes conhecimento e formação agrícola, para que possam melhorar sua produtividade e obter uma rentabilidade decente. 

 

 

3 – Tony’s  Inspires to Act (quanto mais cedo melhor)

 

Nós inspiramos outros players importantes a agir e estamos a procurar, ativamente, parceiros interessados em aplicar o nosso modelo. Fazemos isso para mostrar o nosso impacto, partilhando lições e sempre dispostos a conversar, geralmente com um pouco de chocolate à mão.

Somos críticos de nossos próprios esforços e estamos constantemente a desafiarmo-nos para encontrarmos maneiras de ter mais impacto. Estamos sempre felizes em seguir bons exemplos dados por outros, como o Child Labour Monitoring and Remediation System CLMRS desenvolvido pela International Cocoa Initiative (ICI) e Nestlé.

Mantemos um diálogo contínuo com políticos, ONGs e universidades para aumentar a pressão sobre a indústria, para adotarem a nossa receita de cacau livre de escravos.

 

 

Após esta missão, e com a certeza do quão bom é o chocolate, é altura de descobrir mais sobre a Tony`s Chocolonely: www.tonyschocolonely.com

Artigos Relacionados

Scroll Up