Etiqueta:

diminuição de CO2

line no background news

Após desafiar os portugueses a serem protagonistas do filme “Chega de Estreias” e a atuar na vida real por um mundo melhor, a Cash Converters converteu centenas de consumidores à economia circular. Em apenas duas semanas, os portugueses compraram centenas de portáteis, tablets, computadores, iPad e telemóveis em segunda mão, contribuindo para uma poupança ambiental equivalente a 840.629 árvores, 578.431 litros de água, 16.671kg de CO2 e ainda à circulação de menos 2.784 carros.

Durante o final de março, associando o conceito de estreias cinematográficas à estreia de produtos em primeira mão, a Cash Converters apelou aos portugueses para tomarem uma atitude em relação aos seus hábitos de consumo e abriu um casting para um filme real que levou muitas pessoas, determinadas a agir para uma mudança de hábitos de consumo, a descarregar um guião com regras (“chega de estreias” e “chega de comprar novo”) e a assumir o papel principal da economia circular.

Desta forma, a marca conseguiu dar vida ao Movimento Converters no mundo real e levar os portugueses a deixar de lado as estreias de produtos novos para dar uma nova vida a artigos de segunda mão e assim ajudar a proteger o meio ambiente e as suas carteiras. Esta campanha, que foi levada a cabo em Portugal e Espanha, atingiu níveis totais de poupança equivalentes a 10.770.590 árvores, 7.411.396 litros de água, 213.604kg de CO2 e o correspondente à circulação de menos de 35.706 carros.

A Cash Converters garante a qualidade e a segurança dos seus produtos que contam, assim como os produtos em primeira mão, com 2 anos de garantia. O filme “Chega de Estreias” foi mais uma das várias iniciativas da marca que veio reforçar a luta contra a compra de produtos em primeira mão e a sua missão de levar os portugueses a atuar por um consumo mais responsável e inteligente.

subscrever newsletter

73 visualizações

Nesta Black Friday, o Back Market, a plataforma líder mundial no mercado de tecnologia renovada, apresenta os aparelhos  recondicionados como uma opção mais sustentável na aquisição de produtos  tecnológicos. 

O Back Market tem como objetivo tornar a tecnologia recondicionada a primeira escolha  para compras de dispositivos eletrónicos mostrando que, não só estes são mais económicos como também mais sustentáveis ao integrarem um modelo de economia circular. Prova de tal é que estes produtos apresentam valores até 70% mais baixos do  que o mesmo aparelho quando comprado novo.  

Ao optar pela compra de um telemóvel recondicionado podem ser evitadas emissões de  cerca de 114Kg de CO2: 44Kg deste composto químico em matéria-prima mais 70Kg  em produção. Na outra ponta do processo está o descarte de tecnologia e estima-se que, este ano, a quantidade mundial de resíduos de equipamento eletrónico e elétrico (REEE) chegará a um total de 57,4 milhões de toneladas – superior ao peso da Grande  Muralha da China, o “objeto” de criação humana, mais pesado do mundo. Além disso,  o impacto do digital nas emissões globais de CO2, atualmente, concentra-se nos 4%,  sendo que metade deste valor está associado à produção de aparelhos digitais. 

A Black Friday é uma oportunidade para a aquisição de produtos tecnológicos com  descontos acima dos praticados em qualquer outra altura do ano, mas a opção ao  escolher um novo telemóvel, computador, consola ou até secador ou outro pequeno  eletrodoméstico pode ser mais sustentável se a escolha recair sobre os produtos  recondicionados. Desta forma, o consumidor estará, não só a optar por um produto mais  barato, sem comprometer a qualidade, como também a contribuir para a inversão dos  atuais valores do impacto da tecnologia no ambiente”, declara Thibaud Hug de Larauze,  Co-founder e CEO do Back Market.

O Back Market está em Portugal desde março de 2021 e o seu foco é a apresentação  dos produtos recondicionados como mais do que uma opção, a escolha certa para a  compra de tecnologia. Têm já mais de cinco milhões de clientes a nível global e 1.500  recondicionadores na plataforma, garantindo oferta suficiente para corresponder à procura dos consumidores.  

subscrever newsletter

56 visualizações