Etiqueta:

ecológico

A aldeia alentejana da Luz é a próxima paragem da exposição itinerante “Sustentar”, organizada pela plataforma Ci.CLO. A partir de 28 de outubro, no Museu da Luz, é possível conhecer o trabalho de seis artistas sobre projetos ligados à sustentabilidade.

Depois de passar pela Bienal’21 Fotografia do Porto, Fotofestiwal na Polónia, Mértola e Figueira da Foz, a exposição coletiva e itinerante “Sustentar”, chega ao Museu da Luz, em Mourão. A exposição tem entrada gratuita e pode ser visitada de 28 de outubro a 12 de dezembro.

Elisa Azevedo, Evgenia Emets, Margarida Reis Pereira, Maria Oliveira, Nuno Barroso e Samuel Mountford são os seis artistas que desenvolveram projetos fotográficos e videográficos sobre iniciativas de sustentabilidade, que estão a ser implementadas em diferentes cidades portuguesas. Sobre o Alentejo, destaca-se o trabalho de Samuel Mountford – O Leito do Rio, desenvolvido no Parque de Noudar – que espelha a resiliência deste território face às alterações climáticas. Samuel Mountford foca-se na dimensão cultural, social e ecológica dos Montados Ibéricos.

Na exposição é, ainda, possível conhecer a obra de Evgenia Emets, a “Arte de Sombrear o Sol”, focada nas alterações climáticas em Mértola, bem como o trabalho de Maria Oliveira, “De Vagar o Mar”, que cria um cenário metafórico nas salinas da Figueira da Foz. O projeto “Em Plena Luz” da Elisa Azevedo reflete a inovação da captação de luz solar em Évora. A série “Geoparque” de Nuno Barroso aborda os paradigmas do território do Geoparque Algarvensis, em Loulé.  Setúbal está representado por “Hoje, Translúcido” de Margarida Reis Pereira, que aborda as memórias e identidade dos bairros do Grito do Povo e dos Pescadores.

A Ci.CLO pretende, através do programa Sustentar, criar um espaço de diálogo onde a arte, política, ecologia, sociedade e educação são estimuladas em comunidade em prol de uma sociedade mais ativa, coesa e responsável na conservação dos recursos naturais e do património cultural. O foco são as pessoas, a região e a sustentabilidade.

No Museu da Luz, a exposição gratuita pode ser visitada até dia 12 de dezembro. Em 2022, o projeto Sustentar segue para Loulé, de 4 de fevereiro a 5 de março, passa por Évora, de 12 de março a 15 de abril e termina a viagem em Setúbal, de 27 de maio a 19 de junho.

Para acompanhar o percurso da exposição Sustentar pode consultar o programa aqui.

Esta é a primeira edição do Programa Sustentar, que se debruça sobre iniciativas que já foram ou estão a ser implementadas em território nacional como resposta aos desafios ecológicos e sociais que enfrentamos.

subscrever newsletter

27 visualizações

Criar troféus, medalhas e prémios ecológicos é o negócio da Kreative Ideas, liderada pelo Paulo Ferreira. O momento não é bom, mas as expectativas para o futuro são as melhores.

Conhece o projeto na entrevista com o co-fundador.

O que faz a Kreative Ideas e como surgiu a ideia? 

 A Kreative Ideas cria troféus, medalhas e prémios, à medida de cada evento, através de uma abordagem 100% ecológica e sustentável. 

.A ideia surgiu com o propósito de aliar a arte da personalização ao ato de homenagear, com um processo assente no uso de materiais sustentáveis e eco-friendlys, 100% portugueses.

 

Quais são os materiais preferenciais que utilizam? 

Os materiais que preferencialmente utilizamos são a cortiça e a madeira e seus derivados. Na personalização dos troféus e das medalhas privilegiámos os acabamentos ecológicos e recorremos à gravação a laser e à impressão digital UV. Escolhemos sobretudo os materiais e os acabamentos mais sustentáveis e mais “amigos do ambiente”.

medalhas ecológicas

 

Qual o tipo de produto que tem mais procura? Porquê? 

Os troféus e as medalhas produzidos em madeira ou em cortiça são os produtos que têm mais procura, porque respondem às necessidades de um cliente exigente, atento ao detalhe, que compra com consciência e que procura alternativas mais ecológicas e sustentáveis. 

As empresas, os organizadores de eventos e os consumidores estão mais atentos, mais sensíveis e, na hora de premiar ou homenagear, procuram cada vez mais produtos fabricados com materiais e acabamentos mais ecológicos e sustentáveis.

 

Quem é o vosso cliente-tipo e o que mais valoriza no que oferecem? 

O nosso cliente-tipo são essencialmente os organizadores de eventos desportivos e as empresas. Os nossos clientes procuram marcar positivamente, homenagear e premiar os melhores atletas, colaboradores, clientes e parceiros. 

O que os nossos clientes mais valorizam no produto que oferecemos é a possibilidade de criarmos para cada troféu, medalha ou prémio, uma identidade distinta, uma peça única, personalizada através de uma abordagem ecológica e sustentável.

troféu ecológico

São uma marca 100% portuguesa. Como identificam os parceiros ideais?

Procuramos essencialmente parceiros que se posicionam com a mesma proposta de valor, que partilham os nossos valores da transparência, compromisso e sustentabilidade. Privilegiámos fornecedores certificados, com as devidas garantias de sustentabilidade das suas matérias-primas.

medalha ecológica

As competições foram impactadas pela pandemia. Como têm gerido esta fase e quais são as perspetivas para o futuro? 

A pandemia gerada pela Covid-19 levou ao cancelamento da maioria dos eventos desportivos e empresariais. Como estes canais eram responsáveis pela maioria das nossas vendas fomos fortemente penalizados. 

Estamos a gerir esta fase com boas expetativas, acreditamos que, a partir do momento em que seja possível realizarem-se a maioria dos eventos, tudo começará a voltar ao normal. 

Aproveitamos esta fase para melhorar o nosso modelo de negócio, melhorámos a nossa estratégia de comunicação, estamos a trabalhar numa nova imagem e melhorámos o nosso website. Estamos a criar novas parcerias nacionais e internacionais. 

As perspetivas para o futuro são excelentes. As mudanças que estamos a implementar, felizmente, têm sido muito bem aceites no mercado. A criação de novas parcerias nacionais e internacionais leva-nos a acreditar que, em breve, tudo será diferente, tudo será melhor.

Paulo Ferreira

Natural de Espinho,  é um empreendedor com 25 anos de experiência no mundo empresarial. Co-fundador da Kreative Ideas abraçou este projeto em meados de 2018, e tem a ambição de deixar uma marca positiva no Mundo. A procura por novos desafios é algo que o caracteriza, tendo já no seu percurso a experiência no desenvolvimento e implementação de várias marcas.

Nos tempos livres é ultramaratonista, e é no desporto, em convívio com a natureza, que encontra o seu espaço de reflexão e de harmonia. Os livros também são uma grande paixão, pois é através deles que aprende e se desenvolve pessoalmente.

187 visualizações