Etiqueta:

schneider electric

Schneider Electric, é nomeada a empresa mais sustentável do mundo em 2021 pela Corporate Knights e venceu a categoria de “Outstanding Contribution to Sustainability and Efficiency” nos DCS Awards. Esta distinção reconhece a liderança do Grupo na área da sustentabilidade nos Data Centers, bem como as suas tecnologias, que ajudam os clientes a dar resposta à procura por resiliência, eficiência e operações sustentáveis.

Durante o evento, a Schneider Electric e a empresa parceira Elite Partners Advanced Power Technology receberam ainda uma segunda distinção, um prémio especial de Projeto do Ano na categoria de Sustentabilidade nos Data Centers. As empresas desenvolveram em conjunto um projeto de modernização para a Câmara Municipal de Newcastle, utilizando tecnologias de eficiência energética para reduzir a sua pegada de carbono, como parte de uma iniciativa mais alargada de transformação digital.

Contributo Notável para a Sustentabilidade e Eficiência

A sustentabilidade e eficiência são, há muito tempo, o núcleo do propósito da Schneider Electric. A empresa tem um histórico comprovado de apoio aos seus clientes para reduzir o impacto ambiental da sua infraestrutura de missão crítica com tecnologias sustentáveis Green PremiumTM, estratégias de construção e design inovadores, e através dos seus serviços de Energia e Sustentabilidade (ESS).

O seu portefólio de soluções de hardware e software líder de mercado, que inclui o EcoStruxure IT, a plataforma de gestão de infraestrutura de Data Center (DCIM, na sua sigla em inglês), ajuda os operadores a ter maior visibilidade sobre o ambiente crítico de TI e a tomar medidas para reduzir a utilização de energia e as emissões de carbono. Para além disso, as suas soluções sustentáveis de alimentação de reserva, incluindo a gama Galaxy de fontes de alimentação ininterrupta (UPS) de iões de lítio com ultra eficiência energética, celas elétricas sem SF6 e tecnologias de microgrid, permitem aos operadores dar resposta à procura por sustentabilidade e resiliência, oferecendo-lhes capacidades de armazenamento de energia e a possibilidade de integrar energias renováveis (como a eólica e solar) no local, com a rede.

Nos últimos anos, a empresa também tem desenvolvido estratégias para ajudar os operadores a pensar mais além dos projetos tradicionais de Data Center e a reduzir as emissões de alcance 3 das suas cadeias de abastecimento. Em 2020, a Schneider Electric anunciou que estava a acelerar os seus compromissos de sustentabilidade corporativa, prometendo ajudar os clientes a poupar/evitar 800 milhões de toneladas de emissões de carbono até 2025. Até ao momento, o Grupo já os ajudou a reduzir as emissões de CO2 em 319 milhões de toneladas.

Marc Garner, Vice President, Secure Power Division da Schneider Electric UK&I afirma que “Ao combinar designs inovadores com tecnologias sustentáveis, e integrá-las tanto com as energias renováveis como com a rede, o nosso setor pode desempenhar um papel fundamental na resposta à emergência climática. Estamos muito satisfeitos por receber este prémio pela nossa contribuição para a sustentabilidade e eficiência.”

Projeto do Ano em Sustentabilidade nos Data Centers

Em colaboração com a Elite Partner Advanced Power Tecnology (APT), a Schneider Electric recebeu ainda um segundo e especial prémio, o de Projeto do Ano em Sustentabilidade nos Data Centers. As duas empresas desenvolveram em conjunto um projeto de transformação digital de Data Centers para a Câmara Municipal de Newcastle, apoiando a nova estratégia de e-government ao prestar serviços a 300.000 cidadãos e empresas na sua jurisdição.

O projeto incluiu a modernização da capacidade existente de Data Center, atualizações na infraestrutura física, incluindo novas UPS, racks, armários e invólucros, e a implementação do software de gestão EcoStruxure IT, de forma a aumentar a visibilidade sobre o ambiente operacional. Em conjunto, o novo sistema reforça a capacidade da Câmara Municipal para assegurar a continuidade dos serviços, reduz o consumo de energia e permite que os sistemas de energia e de arrefecimento sejam operados com eficiência energética otimizada.

subscrever newsletter

37 visualizações

Segundo a Schneider Electric,o mundo tem a possibilidade real de acelerar as ações climáticas e reduzir para metade as emissões de dióxido de carbono (CO2) até 2030. Durante a sessão de abertura do Innovation Summit World Tour 2021, Jean-Pascal Tricoire, Chairman & CEO da Schneider Electric, destacou caminhos viáveis para se alcançar o objetivo net zero, segundo o relatório “The 2030 imperative: A race against time” do Instituto de Investigação em Sustentabilidade do Grupo.

Trata-se de uma economia Net Zero quando o resultado entre as emissões e as remoções de carbono é zero, ou seja, é neutro. 

O evento mundial de referência Innovation Summit World Tour abordou os desafios climáticos globais e mostrou a clientes, parceiros, reguladores e legisladores como reduzir rapidamente as emissões para descarbonizar a economia mundial nesta década decisiva. Os participantes poderão conhecer a inovação digital e sustentável da Schneider Electric e aprender mais sobre Eletricidade 4.0 e automação de última geração.

A necessidade urgente de agir com rapidez para descarbonizar

O discurso de abertura de Jean-Pascal Tricoire neste evento exortou a audiência a adotar medidas de descarbonização fundamentais, e ofereceu a própria investigação da Schneider Electric como referência para conseguir manter uma trajetória de aquecimento global de 1.5ºC. Este novo relatório detalha a necessidade de reduzir as emissões entre 30-50% durante esta década, em comparação com os níveis atuais. Não cumprir esses objetivos faz com que seja virtualmente impossível restringir o aumento de temperatura ao limite de 1.5°C definido pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sua sigla em inglês).

O modelo do Instituto de Investigação em Sustentabilidade da Schneider Electric, demonstra como é possível reduzir 10GtCO2 emissões/ano de forma realista e exequível até 2030. O relatório foca-se num subconjunto de emissões globais de casos de efeito de estufa. De 50 GtCO2e/a, encontra-se a oportunidade de reduzir 30% (10GtCO2e/a) de todas as emissões relacionadas com a energia, uma aceleração significativa em relação aos compromissos atuais (que oscilam perto dos 3GtCO2e/a, 10% do objetivo de redução de emissões). Contudo, sobram ainda cerca de 20GtCO2e/a de emissões não relacionadas com a energia, que não estão cobertas pelo modelo deste relatório.

A Schneider Electric pede aos governos e empresas que realizem um esforço 3 a 5 vezes maior do que o atual. O Instituto acredita que o único caminho realista para o sucesso é implementar tecnologias digitais comprovadas, juntamente com uma maior eletrificação, como a forma mais rápida de descarbonizar os edifícios, o transporte e a indústria. Esta abordagem permite ganhar tempo para despender nos setores para quem é mais difícil eliminar emissões. O modelo do Grupo demonstra claramente que seguir caminhos alternativos vai representar um peso demasiado grande para os consumidores.

“Para apoiar as organizações na sua descarbonização a uma velocidade adequada, e para que cumpram os seus compromissos climáticos, estamos a acelerar a expansão do nosso negócio global de serviços de consultoria em sustentabilidade, para satisfazer a crescente procura por um progresso significativo na transição energética” explicou Jean-Pascal Tricoire, Chairman e CEO do Grupo.

Estratégias e soluções para descarbonizar as cadeias de valor

A crescente procura pelos serviços de consultoria focados em “ambições + ações” da Schneider Electric está por detrás desta expansão, que inclui:

  • Consultoria em ação climática, e em serviços relacionados de descarbonização da cadeia de abastecimento e avaliação de riscos climáticos;
  • Serviços de comunicação, incluindo relatórios/classificações ESG e definição das mensagens de reputação e sustentabilidade;
  • Serviços de circularidade e rastreabilidade;
  • Módulos ESG para a galardoada plataforma EcoStruxure™ Resource Advisor para acompanhar as métricas de Sociedade e Governance.

Fazer parte da solução através da disrupção digital

Como parte da sua ambição de conseguir inovação sustentável e uma economia net zero, a Schneider Electric ajuda clientes de muitos setores a inovar e fazer a transição para sistemas abertos, interoperáveis, digitais e simplificados, bem como para formas mais inteligentes de fazer negócios. No Innovation Summit World Tour, o Grupo revela a inovação digital para a redução do carbono em casas, edifícios, Data Centers, redes elétricas e indústrias.

Atualmente registamos a convergência do digital e do elétrico com o software. A eletricidade faz com que a energia seja sustentável e o melhor vetor para a descarbonização. O digital torna a energia inteligente para impulsionar a eficiência e eliminar o desperdício. Esta convergência gera a ‘Eletricidade 4.0’, o combustível de um Novo Mundo Elétrico.

Data Centers: A nova APC™ Smart-UPS™ Ultra 5kW é a primeira Fonte de Alimentação Ininterrupta (UPS, na sua sigla em inglês) de 5kW do mercado, concebida para oferecer mais energia, flexibilidade e monitorização inteligente com as dimensões mais reduzidas, libertando valioso espaço de TI para aplicações de Edge. Os clientes de Data Center da Schneider Electric reduziram a sua pegada de carbono em 37%.

Smart Homes: A Schneider Electric anuncia uma série de soluções inteligentes e sustentáveis para as casas, incluindo o Wiser, que ajudam a combater o desperdício de energia. Até 2050, espera-se que as casas sejam o maior consumidor de eletricidade e o maior contribuinte para as emissões de CO2 (até 34%).

Distribuição Elétrica Inteligente: Repensar os produtos digitais TeSys Giga, Canalis Busbar, PrismaSeT, New Gen ComPacT, TransferPacT e EcoStruxure Power™, a Schneider Electric irá oferecer uma experiência de utilizador mais simples, sustentável e segura, para que os instaladores e parceiros de serviço possam melhorar a resiliência da economia digital mundial, como parte do programa Partnerships of the Future.

 

subscrever newsletter

23 visualizações

Schneider Electric, líder global na transformação digital da gestão e automação da energia, anuncia que foi reconhecida pela Microsoft com o prémio Parceiro “Sustainability Changemaker” do Ano 2021. O galardão reconhece o impacto que a Schneider Electric tem tido na definição e consecução das metas de descarbonização dos seus clientes, utilizando as suas soluções de software de referência EcoStruxure™, que são alicerçadas por tecnologia Microsoft.

No período 2018-2020, a Schneider Electric ajudou os seus clientes a poupar 134 milhões de toneladas de emissões de CO2; e atingiu entretanto, no final do primeiro trimestre de 2021, uma poupança de 276 milhões de toneladas.

No início do ano, o Grupo foi considerado pela Corporate Knights como a empresa mais sustentável do mundo, ajudando outras empresas a preencher a lacuna entre a definição e consequente conquista de metas relativas às alterações climáticas. Utilizando o seu portefólio de soluções a Schneider Electric apoia as organizações na definição, consecução, medição e reporting de objetivos de descarbonização com base na ciência, com um impacto positivo nos resultados.

“Vencer o prémio Parceiro ‘Sustainability Changemaker’ do Ano 2021 da Microsoft é um grande reconhecimento do trabalho que estamos a fazer juntos para deter as alterações climáticas. Esta é uma relação muito apreciada e, no futuro, vamos trabalhar na implementação de uma inovação criada e vendida em conjunto, o EcoStruxure Traceability Advisor. Esta solução ajudará os nossos clientes em comum a conectar o grande volume de dados ao longo da sua cadeia de valor, para construírem uma cadeia de distribuição resiliente e rastreável 360º,”

 

 “Sendo a empresa mais sustentável do mundo para a Corporate Knights, sabemos que o futuro é verde, inteligente, focado nas pessoas e alimentado por energia renovável. Sentimo-nos gratos por os nossos parceiros partilharem a nossa missão à medida que continuamos a expandir a nossa oferta de produtos e a reforçar a nossa relação de 30 anos com a Microsoft, no sentido de construirmos juntos um futuro sustentável.”

 

Philippe Delorme, Executive Vice-President, Energy Management da Schneider Electric

 

Entre os clientes que a Schneider Electric e a Microsoft ajudaram em conjunto inclui-se a JLL, um dos maiores proprietários de património imobiliário do mundo.

A JLL definiu compromissos ambiciosos para reduzir a sua pegada de carbono e obter dados acionáveis de energia e sustentabilidade em todo o seu portefólio de investimento.

“Graças à solução EcoStruxure™ for Real Estate da Schneider Electric, a nova sede da JLL na região Ásia-Pacífico, localizada em Singapura, utiliza tecnologia inteligente IoT para suportar as nossas ambições de criar o espaço de trabalho do futuro,”

 

“Esta solução ajuda a JLL a melhorar o bem-estar dos ocupantes do edifício, reduzindo a utilização de energia em 30% e aumentando o valor geral do edifício de uma forma completamente sustentável.”

 

Darren Battle, Asia-Pacific Head of Corporate Real Estate and Workplace da JLL.

A Schneider Electric também se comprometeu a alcançar a neutralidade carbónica em toda a sua cadeia de valor até 2050 e, no início deste ano, implementou o seu Projeto Zero Carbon, um ambicioso novo programa concebido para ajudar os seus principais 1.000 fornecedores a reduzir as suas emissões em 50% até 2025.

 

 

subscrever newsletter

69 visualizações